quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Supremos de frango com molho de estragão

Foi a primeira vez que entrou estragão na minha cozinha. Sempre desconfiei desta erva, pois tudo o que li acerca dela descrevia o seu sabor como semelhante ao do anis. E eu não gosto de anis. 
Numa das minhas últimas visitas à Biofontinhas, o Avelino, o proprietário, chegou ao pé de mim com um raminho. Leva. Fica bem com frango. É também por isto que gosto de ir a esta quinta. Para além dos legumes e vegetais, o Avelino ainda percebe de comida e dá umas dicas valiosas :)
Em casa, folheei livros e revistas, à procura clássico francês Poulet à l'estragon, mas não encontrei a receita em nenhum deles. Então, lembrei-me: Claro! Culinária francesa é no blogue da Elvira! Foi lá que encontrei estes supremos de frango. A fotografia está escurinha, mas gostei tanto desta refeição que tinha que a partilhar convosco. Rendi-me. Gosto de estragão! Merci, ma chérie :)

Ingredientes para 4 pessoas:
  • 4 peitos de frango sem pele nem ossos
  • sal e pimenta moída no momento
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1/4 chávena* de vinho branco seco
  • 1/2 chávena de natas para culinária
  • 2 colheres (sopa) de mostarda à antiga com grãos**
  • 1 colher (sopa) de estragão fresco, picado
* 1 chávena (xícara) -> 1 cup = um volume de 240 ml
** ou de mostarda de Dijon

Preparação

Temperar os peitos de frango com sal e pimenta.

Aquecer o azeite numa frigideira ampla. Juntar os peitos de frango e deixar dourar em lume médio-forte por aproximadamente 10-12 minutos, virando à meio do tempo.

Retirar os peitos de frango da frigideira e colocá-los num prato. Cobrir com papel de alumínio e reservar num local aquecido.

Adicionar o vinho branco à gordura da frigideira, raspando o fundo com uma colher de pau ou uma espátula, para descolar os sucos da carne. Levar a ferver e deixar reduzir para metade.

Incorporar as natas, a mostarda e o estragão picado, mexendo com uma vara de arames. Cozinhar por aproximadamente 2 minutos, sem parar de mexer. Juntar o líquido que se foi acumulando no prato dos peitos de frango e envolver.

Fatiar finamente os peitos de frango e distribuir estes pelos pratos previamente aquecidos. Regar com o molho de estragão e servir de imediato, acompanhando com massa, arroz ou batatas fritas. Acompanhei com batatas fritas na Actifry (em cubos).

18 comentários:

  1. Olá Ilídia, depois de ter ficado embevecida com a imagem do teu frango, pensei para mim que também irei testar o estragão muito em breve.
    A foto está linda:)
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  2. Por acaso também nunca provei, mas têm mesmo muito boa cara....bjokitass

    ResponderEliminar
  3. Como te disse já conheço o sabor do estragão, por isso acredito que esse franguinho tenha ficado delicioso.

    Ah, gostei da música não admira que andes sempre inspirada na cozinha :)

    Beijinhos e até amanhã.

    ResponderEliminar
  4. Uns supremos com um aspecto muito apetitoso Ilídia, adorei a receita

    beijinhos e obrigada por partilhares.
    (o estragão também nunca entrou na minha cozinha hehehe)

    ResponderEliminar
  5. Quanto ao estragão, não sei porque não conheço, mas os supremos estão cá com um ar... delicioso!
    Bjs.
    Maria

    ResponderEliminar
  6. O estragão também ainda não entrou na minha cozinha, mas parece-me muito bem este franguinho :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Não sei onde fica essa quinta, vou ter de pesquisar no google<!!, mas confesso que já estou com vontade de ouvir o segredar desse senhor, dando dicas preciosas por quem lá passa.
    Qto ap frango...fica aqui o desafio (e eu a pensar que estragaõ era mais para peixe, segredaram-me mal é o que é!
    Mané
    O boloda tia Rosa

    ResponderEliminar
  8. Obrigada pelos comentários, meninas :) Se puderem, experimentem estragão. Tem um sabor subtil, que me agradou bastante.

    Mané, infelizmente, não me parece que possas comprar no Biofontinhas :( A não ser que me venhas fazer uma visita à Terceira :)

    Beijos para todas

    ResponderEliminar
  9. Eu que uso e abuso de ervas aromáticas ainda não experimentei o estragão! How is this possible??? Ainda bem que te foste inspirar no blogue da Elvira para nos presenteares com este prato fantástico. De muito bom gosto, como sempre.
    bj
    patrícia

    ResponderEliminar
  10. Evidemment, chez Elvira! Je partage avec elle ce gout pour le poulet a l'estragon, bien que je ne le fasse pas tout a fait pareil, mais avec un poulet entier. C'est une herbe indispensable, une de mes preferees du jardin.
    Bonne journee Ilidia.

    ResponderEliminar
  11. Ilidia,
    O estragão é o que chamo de uma "erva fina", confere um aroma muito subtil e genuino e fica muito bem com o frango. Há muito tempo que não o uso na cozinha, nem o tenho conseguido encontrar à venda. Também se usa para aromatizar vinagre, que fica muito bom.
    Beijinhos e um bom-fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  12. Ainda não experimentei estragão, porque não calhou...ou porque não encontro com facilidade por aqui. Mas fiquei com curiosidade. Associava mais a peixe que a frango, não sei porquê. Uma refeição com óptimo aspecto, bem cremoso esse molho.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  13. Patrícia e Ginja, não deixem de experimentar esta ervinha, pois é muito saborosa e delicada.

    Carla, realmente, creio que "subtil" é o adjetivo mais adequado a esta erva. Adorei!

    Gracianne, bienvenue. La prochaine fois, j'essayerai la recette avec un poulet entier. Merci beaucoup :)

    ResponderEliminar
  14. Ficou realmente apetitoso. Há alguns sabores que imaginamos não gostar. E depois provamos e até ficamos com pena de só agora os conhecer...
    Um beijo de bom fds.
    Numa semana muito longa, com dias fora de casa e ausência de planeamentos culinários!
    babette

    ResponderEliminar
  15. Olá Ilídia,
    esses supremos com estragão devem ter ficado óptimos.
    Há ervas que têm um sabor muito acentuado. Lembro-me que a primeira vez que usei sálvia fresca detestei. Era um lombo recheado com folhas de sálvia e alperces. Ui. O sabor era tão forte que nunca mais quis ver a erva à minha frente. Em Itália, voltei-me a conciliar com o sabor da sálvia. :)

    Um beijinho e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  16. Até nos preconceitos me revejo em si:) Nos de que lhe falei há pouco, no email. E neste. Estragão significava anis. Não gosto de anis, por isso, não devo gostar de estragão. Certo? Pelos vistos não:) A carecer de revisão, o meu preconceito. Bom assim, quando revemos coisas em que achamos que somos mais ou menos irredutíveis. A sua receita ensinou-me isso. Por me ter dado vontade de arranjar estragão. E uns pedaços de frango. E ver o que acontece depois:)

    Uma boa semana para si, Ilídia.

    Mar

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acerca de mim

A minha foto
O Acre e Doce é um blogue que celebra a vida de casa, principalmente os momentos passados à volta da mesa. É um blogue de coisas que nos fazem felizes, sejam uma refeição, um filme, um livro ou um ramo de flores frescas.