domingo, 23 de março de 2014

Mais do mesmo

Não é possível contornar as repetições. Não num blogue que tem a comida como tema central. Não se esse blogue mostrar, de forma natural, aquilo que cozinhamos no nosso dia a dia e não o que é feito apenas a pensar em mais um post. Há pratos que repetimos e pronto. E há dias em que apetece regressar a esses pratos de sempre, que conhecemos tão bem. E, se temos um blogue e apetece fotografá-los, fazemo-lo. Mesmo arriscando-nos a fazer mais do mesmo.
Mais um post de frango assado. Mais um post a falar do quanto a cozinha é relaxante. E do quanto um assado conforta em dias frios (ainda) de inverno. E de como nos sentimos bem só de olhar para um forno iluminado por um frango. É assim. Por mais que a cozinha às vezes possa ser uma aventura, há dias em que apetece o assado clássico, parecido com aquele que já fizemos tantas e tantas vezes. 
No fundo, é como a vida. Às vezes, apetece aventura, conhecer lugares e pessoas novas, de preferência bem longe de casa. Outras, apetece o aconchego da nossa mesa, o convívio com a nossa família e os amigos de sempre. Em ambos os casos, é uma questão de segurança. É que as aventuras nem sempre correm bem. As da cozinha e as outras.

Frango assado com paprika fumada


Ingredientes:
1 frango do campo
1 colher (de sopa) de paprika fumada (se não conseguir arranjar esta, pode usar a mais comum.)
2 colheres (de chá) de puré de alho assado (se não conseguir arranjar, substitua por dentes de alho triturados ou, se preferir, asse os dentes com a casca e reduza-os a puré)
2 colheres (de sopa) de manteiga amolecida
sal
1 raminho de tomilho

Preparação:
Sequei o frango, com papel de cozinha. Separei a pele e coloquei raminhos de tomilho entre a pele e a carne.
Num almofariz, misturei a parika, o puré de alho, a manteiga e o sal. Esfreguei o frango, incluido o interior, com esta mistura. Atei as pernas com fio de cozinha.
Coloquei uma cebola, cortada em rodelas, no fundo do tabuleiro e reguei-a com azeite. Sobre esta cama, coloquei o fango e levei-o ao forno a 190 graus, durante 90 minutos.


 

Entretanto, preparei as batatas:
Para três pessoas, lavei 9 batatas pequenas. No almofariz, misturei 1 colher (de chá) de pimenta rosa em grao, 4 dentes de alho, 1 colher (de sopa) de salsa, 2 colheres (de sopa) de parmesão ralado na hora, 2 colheres (de sopa) de azeite e sal. Envolvi as batatas neste molho e coloquei-as no forno, juntamente com o frango. 
 

14 comentários:

  1. Ficou tão lindo e deve ter ficado bastante saboroso.

    ______________________
    Ana Teles | Telita
    blog: Telita na Cozinha



    P.S.: Há um novo passatempo no blog! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Ana, ficou bastante saboroso e reconfortante :)

      Eliminar
  2. Bom dia!
    Repetido ou não, esse frango está com um aspecto fantástico!
    E há sempre alguém, como eu, que ainda não tinha tido a aoportunidade de ver a receita...
    Um bom domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia, Pimentinha.

      Não tinha exatamente esta receita no blogue. O que vou repetindo são os posts de frango assado. No entanto, sempre com uma variantes :)

      Um bom domingo para si.

      Ilídia

      Eliminar
  3. mais um post de frango nunca é demais ;))
    uma refeição bem confortante!

    ResponderEliminar
  4. Maravilhoso! Às vezes as repetições são tão boas!

    ResponderEliminar
  5. Repetido ou não, está com um aspeto delicioso, amiguita!!!! Mesmo apetecível neste princípio de primavera invernal!!!
    Beijocas aos três dos três!!!! Lol
    Rosa

    ResponderEliminar
  6. Ilidia,pratos como este nos dao a verdadeira ideia de um lar de verdade.familia reunida a espera de uma comida feita com amor a perfumar toda casa.dias felizes que devem ser valorizados,pois sao unicos.boa semana,katia.

    ResponderEliminar
  7. Olá Ilídia,
    Este é o lado positivo de não ser refém do blog, do nº de seguidores, das possíveis parcerias. É publicar o que apetece, a comida de todos os dias mas também a dos dias especiais. Desconstruíndo o mote da Mafalda P. Leite, é um blog de verdade para gente verdadeira ;)
    E esse frango é digno de posar aqui, ou em qualquer livro de culinária.
    Um abraço de boa semana,
    Guida

    ResponderEliminar
  8. É verdade que não há nada como o conforto de regressar aos pratos mais do que revisitados. É segurança. É voltar a casa depois de apanhar uma chuvada pelo caminho.

    E essas flores? Por cá temos que os rebentos aventureiros (frutos dos dias quentes) regressem ao umbigo da terra. É que hoje acordamos com frio de inverno e chuva de pingos grossos!

    ResponderEliminar
  9. Olá Ilídia!

    Frango assado no forno é daquelas comidas que conforta só de pensar em fazer!

    Por aqui o tempo também arrefeceu, parece de propósito: "tenham calma que o Verão ainda não chegou"!

    Gostei muito da parte final do post!

    De facto, as aventuras nem sempre têm finais felizes. Outras vezes, sim.

    Para irmos vivendo a Vida com segurança e umas "salpicadelas" de aventura, que faz falta.

    Na cozinha e fora dela.

    Um beijo do Algarve e votos de boa semana!

    PS - Obrigada pelas respostas às minhas curiosidades!

    ResponderEliminar
  10. A visão de um frango assado no forno nunca cansa:) Faz parte deste registo próximo da cadência dos dias feitos de coisas tangíveis. Boas, menos boas. Os blogs com esta cadência absorvem essa dimensão e dão-lhe uma verdade que não se consegue noutros registos.
    No teu post "mais do mesmo", adivinha-se também a Primavera. E é mais do mesmo, também. No entanto, é sempre diferente de todas as Primaveras já vividas. Nunca se é o mesmo. E as flores também não:)

    Um beijo de boa semana.

    Mar

    ResponderEliminar
  11. Obrigada a todas pelas palavras que deixaram. Realmente, há pratos que apetece revisitar, com uma ou outra alteração. Muitas vezes, são feitos e nem chegam a ser fotografados. Outras, como foi o caso deste frango avermelhado, merecem figurar nestas "páginas".

    Guida, tens razão, não nos preocuparmos com essas coisas dá-nos uma liberdade muito saborosa :)

    Mar, a primavera anda arrependida. Dia feio, o de hoje. Nevoeiro cerradíssimo. Se, no inverno, até tem a sua poesia, na primavera é feio e pronto!

    Beijos para todas,

    Ilídia

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acerca de mim

A minha foto
O Acre e Doce é um blogue que celebra a vida de casa, principalmente os momentos passados à volta da mesa. É um blogue de coisas que nos fazem felizes, sejam uma refeição, um filme, um livro ou um ramo de flores frescas.