terça-feira, 16 de julho de 2013

Campo versus cidade e uma salada bem colorida

Sempre que posso, assisto aos programas de culinária da Rachel Koo e da Annabel Langbein, que estão gravados há alguns meses, à espera de serem vistos. Gosto muito de ambos. Estilos distintos de cozinhar, modos de vida diferentes, mas uma coisa em comum: o amor à comida simples, feita com ingredientes frescos e de qualidade. 
Com a primeira, recordo os bistrôs, as brasseries, as boulangeries de Paris e fico cheia de vontade de lá voltar, de passear pelos Champs Elysées e sentar-me numa esplanada a tomar um copo. No entanto, se há alguns anos me deixaria seduzir pelo charme de um petit appartement num terceiro ou quarto andar sem elevador, no centro de uma grande metrópole, cada vez menos me vejo a viver assim. Atualmente seduz-me mais o estilo de vida da Annabel, com o seu chalet, a horta e um alpendre onde se pode jantar, enquanto se assiste ao pôr do sol. Encantam-me os mercados parisienses e as lojas especializadas de chocolates, queijos, especiarias, chás e tudo o que possamos imaginar. Porém, deliro com a horta bem cuidada da Annabel e com o prazer que tem em colher os seus próprios vegetais, minutos antes de os cozinhar. 
São encantadores, ambos os programas, cada um com o seu estilo muito próprio. E enquanto assisto a ambos, um a seguir ao outro, tenho pensado em como mudei nos últimos anos. Ou como fundi o que era com algo que só apareceu mais tarde: ainda os vestidos, as unhas pintadas e os sapatos de salto alto, mas também a horta e as mãos na terra, a arrancar ervas daninhas. O que poderia ter sido uma moda passageira, como me chegaram a dizer, afinal já dura há algum tempo e cada vez me dá mais prazer. Parece-me que é para ficar. 

Salada de cuscuz 
(adaptada de The Free Range Cook, de Annabel Langbein)



1 chávena de cuscuz (usei desta mistura)
2 cenouras, raspadas 
1 mão cheia de passas
coentros picados
2 maçarocas cozidas

Cozer os cuscuz, segundo as instruções da embalagem. Noutro tacho, cozer as maçarocas e cortar os grãos de milho, com uma faca. Com um descascador de legumes, cortar as cenouras em tiras finas. 
Misturar os cuscuz, o milho, as raspas de cenoura, os coentros e as passas e envolver bem no molho.

Molho:
3 colheres de sopa de óleo
1 colher de sopa de sumo de limão 
1 colher de chá de mel
1 colher de café de cominhos em pó
sal e pimenta q.b.

Colocar todos os ingredientes num frasco, agitar bem e regar a salada.

23 comentários:

  1. Uma sugestão fantástica =)

    Nunca comi cuscus tenho de comprar para experimentar pois a tua salada está com um aspeto muito bom mesmo.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma salada leve, adequada aos dias de calor que temos tido.
      Beijinhos,
      Ilídia

      Eliminar
  2. Pois, as boulangeries de Paris deixam sempre muitas saudades! Adorei a sugestão da salada!

    Aproveito para a convidar a participar no desafio do Flor de Sal (com direito a cabaz de prémios): QUEM TEM A MELHOR RECEITA COM BATATA PALHA "A SALOINHA"?

    ResponderEliminar
  3. Que bela foto!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. nesse aspecto somos parecidas. E apesar de viver num 3º andar de uma cidade, aquilo que todos sempre diziam da moda passageira de me querer dedicar ao campo e à agricultura, é cada vez mais um desejo bem vincado :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, no meu caso também. Cada vez o gosto pela terra é maior.
      Beijinhos,
      Ilídia

      Eliminar
  5. Querida Ilídia,
    Tal como tu adoro ambos os programas. Se tivesse de optar, também preferia a quintarola, mas, de preferência, bem perto da urbe :)
    Muito prática e apetecível esta sugestão. Mais uma para servir de orientação. Ontem fiz pizza com a "tua" base. Aprovada!
    um abraço,
    Guida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, confesso que, por vezes, me apetece ter uma urbe maior por perto. Mas, como não se pode ter tudo, vou-me contentando com as minhas "urbes" em tamanho small :)
      Fico feliz que tenham gostado da "minha" base. Cá em casa também é a preferida.
      Beijos,
      Ilídia

      Eliminar
  6. Que bela salada, tem muito bom ar! Eu sou muito citadina, mas percebo perfeitamente o fascínio da vida rural. Se pudesse, tinha um bocadinho de cada, sempre que me apetecesse! :-) Não sendo possível, vou cultivando as minhas ervas aromáticas no meu pequeno quintal. Sempre é um bocadinho de terra no meio da cidade!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, ter um bocadinho de cada seria perfeito. Também gostaria :) Mas cada vez menos me vejo a viver na confusão de uma grande cidade.
      Beijinhos,
      Ilídia

      Eliminar
  7. City Mouse? Country Mouse ? I am a country mouse ! Adoro ambos os programas tambem ! A tua salada ficou linda ! Há muitos,muitos anos atras tinha duas paixoes...ser advogada e viver numa cidade no Canada....ou ser mãe e viver numa casinha a beira mar! Como sabes, porque somos vizinhas, venceu a vontade de viver uma vida calma, no campo ! Ainda bem que foi assim,, os saltos altos, já não uso a muito tempo, mas o verniz e vestidos bonitos, isso nunca perdemos o gosto ! Beijokas~~Diana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. I know you are :) Abandonaste a grande cidade para vires para o paraíso ;) Em relação aos vestidos e aos vernizes (e aos saltos), sabem tão bem, não é? E viver no campo não é incompatível com isso tudo. Ainda bem :)
      Beijos,
      Ilídia

      Eliminar
  8. Olá Ilídia das unhas pintadas e dos saltos altos:)

    É sinal de coisas boas não nos esgotarmos ou restringirmos a um registo. Somos e sentimos tantas coisas, não? Muitas vezes, ao longo de um único dia, assumimos faces tão diversas entre si. Um pequeno universo em nós, no fundo. E pronto, dá para coisas destas. A somar a todas as outras dimensões.
    Como sempre, uma sugestão bem a gosto. Que dá vontade de fazer. E de repetir:)

    Espero que estejas bem. A ver se falamos:)

    Um beijo.

    Mar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, muitos registos numa só pessoa. Mesmo que às vezes os outros estranhem quando me ouvem falar de hortas e ervas daninhas. E olhem para mim como se estivesse a mentir, só porque agora é moda ter uma horta e falar destas coisas. Sabes bem isso o que é - "Mas a menina cozinha?"
      Estes últimos dias têm sido cheios e sabe bem chegar a casa e assumir outra faceta. Muito bem!
      Sim, a ver se falamos um destes dias.
      Já estou de férias! Até dia 12.
      Um beijo,
      Ilídia

      Eliminar
  9. É tão bom poder oscilar entre esses registos ;) Somos uma dualidade permanente! Há dias (ou horas) em que o brilho das cidades nos parece o mais glamouroso dos cenários, outros tantos em que nos imaginamos a viver para sempre rodeados de verde e de uma horta biológica ;) Acho que faz parte de viver!
    Um beijo
    Babette

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é. Adoro a minha hortinha e a minha casa no campo. Mas confesso que ando com saudades do bulício de uma grande metrópole. Só para visitar, claro ;)
      Beijos,
      Ilídia

      Eliminar
  10. Que ótima saladinha, adorei.
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/07/4-edicao-do-projeto-escolha-do.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Tertúlia da Susy,
      Beijinhos,
      lídia

      Eliminar
  11. Adoro tanto uma como outra, mas confesso que me vejo mais na Annabel!
    Adoro o livro dela, as imagens, as receitas, fazem sonhar :)
    É tão bom este apego à terra e às coisas boas.
    Que belo cuscuz. Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, eu também. Há uns anos, seria o contrário. Adoraria viver em Paris :) Mudamos mesmo, não é?

      Beijos,
      Ilídia

      Eliminar
  12. Vivo em um pequeno apartamento em uma metrópole com ca de dezenove milhões de habitantes. Assim como você, cada vez mais sinto a necessidade de contemplar uma planta desenvolvendo, o céu mudando, o por do sol... Por isso opto por CAMPO. Não sou chegada a couscous mas nessa salada tão colorida, aceitaria um bocado! Beijos, Paula

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acerca de mim

A minha foto
O Acre e Doce é um blogue que celebra a vida de casa, principalmente os momentos passados à volta da mesa. É um blogue de coisas que nos fazem felizes, sejam uma refeição, um filme, um livro ou um ramo de flores frescas.